Entre todos os concursos públicos, o de Auditor Fiscal do Trabalho é muito concorrido e procurado.

Um dos grandes motivos para esse concurso ser tão escolhido entre os concurseiros, é o fato da remuneração ser muito alta, passando dos R$ 19 mil, para qualquer nível superior.

Quem não quer ganhar um salário desse, não é?

Para o concurseiro escolher o melhor cargo na hora de prestar para o processo seletivo, é muito importante saber sobre o campo de atuação, as carreiras e estruturas oferecidas para os candidatos, além de conhecer também, as instituições.

Sabendo de tudo isso, fica mais fácil de escolher o cargo, sabendo as funções, as habilidades e objetivos que tem mais a ver com você.

Quando o concurso para Auditor Fiscal do Trabalho é escolhido, começar os estudos imediatamente é muito importante.

A seleção para esse concurso é muito disputada por quem sonha entrar nessa área, pois além da ótima remuneração, ótimos benefícios, os auditores contam também com muitas prerrogativas e peculiaridades da função.

Vamos saber mais detalhes sobra a carreira.

concurso auditor fiscal do trabalho

O Auditor Fiscal do Trabalho

Responsável pela fiscalização do trabalho no Brasil, o Auditor Fiscal do Trabalho também é responsável por:

  • Assegurar no território nacional o cumprimento de disposições legais e regulamentares, como a medicina do trabalho e da segurança
  • Verificar os registros em Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS)
  • Ter âmbito das relações de trabalho e de emprego
  • Visar a redução dos índices de informalidade
  • Verificar o recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS)
  • Cumprir acordos, convenções e contratos coletivos de trabalho, de empregados e empregadores
  • Assegurar o respeito aos acordos, tratados e convenções internacionais
  • Cuidar da apreensão e guarda de documentos, materiais, livros e assemelhados.

Confira o que faz um Auditor Fiscal da Receita Federal e algumas informações importantes antes de você se inscrever para o concurso.

Edital do Concurso

Para ser aprovado no concurso Auditor Fiscal do Trabalho, o candidato deve ter nível superior em qualquer área e ser aprovado no concurso MTPS.

Geralmente a banca organizadora desse concurso é o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (CESPE/UnB) ou pela Escola de Administração Fazendária (ESAF).

O concurso Auditor Fiscal do Trabalho é composto por provas objetivas e discursivas, de caráter eliminatório, o candidato deve ter um grande conhecimento em matérias diferentes.

Esse concurso é muito desafiador da área fiscal, exigindo um grande nível de preparação e um grande tempo de estudo, além de foco e dedicação.

No edital do concurso de Auditor Fiscal do Trabalho, também conseguimos informações necessárias, como os requisitos para o cargo, local e data da prova, valor da taxa de inscrição, nível de escolaridade, além de outras coisas importantes para o processo seletivo.

Os concurseiros que pretendem participar de outros concursos públicos, indico a ver o Concurso FGV e conferir vagas disponíveis para 2019.

O que também tem extrema importância no edital do concurso, é as matérias que devem ser estudadas e que podem estar presentes nas provas do concurso auditor fiscal do trabalho.

Essas são algumas matérias que podem cair:

  • Raciocínio Lógico
  • Português
  • Direitos Humanos
  • Informática
  • Administração Geral e Pública
  • Direito Administrativo
  • Direito Constitucional
  • Economia do Trabalho
  • Auditoria
  • Seguridade Social
  • Legislação Previdenciária
  • Legislação no Trabalho
  • Segurança e Saúde no Trabalho
  • Contabilidade Geral

Saiba também como ser um concurseiro de sucesso e concorrer a grandes vagas de concursos públicos.

concursos auditor fiscal do trabalho 2019

Remuneração do Auditor Fiscal do Trabalho

A remuneração para esse servidor público, passa dos R$ 19 mil, além de receber um auxílio-alimentação no valor de R$ 458.

O auditor fiscal também recebe um valor bônus de eficiência, no valor de R$ 3,000,00.

O auditor do trabalho é remunerado por vencimento, o que é necessário para a implementação do bônus eficiência, sendo vedado qualquer gratificação, abono, adicional, prêmio, verba de representação.

Você sabia que o Concurso Vunesp está oferecendo mais de 7.000 vagas para o ano de 2020 e as inscrições já estão abertas? Leia o artigo e confira !

Áreas de atuação do Auditor Fiscal do Trabalho

Após o resultado do concurso Auditor Fiscal do Trabalho, os aprovados podem ser lotados nas centrais do MTPS ou em unidades descentralizadas pelo país, como no Acre, Amazonas, Amapá, Bahia, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Rio Grande do Sul.

Esses candidatos devem permanecer na unidade por um período de 3 anos.

Para o concurseiro que quer participar de concursos públicos no Rio de Janeiro também, não pode deixar de conferir o artigo sobre Concurso Aberto RJ.

Dentre as áreas de atuação, temos na Análise de Multas e Recursos, Relações do Trabalho, Chefias de Fiscalização, Superintendentes e Gerentes Regionais, Secretaria de Inspeção do Trabalho e trabalho externo.

aprova concursos auditor fiscal do trabalho

Relações do Trabalho – Atividade de mediação de conflitos, ajudando em mesas redondas empregados, empregadores e sindicatos a chegarem em acordos.

Análise de Multas e Recursos – O Auditor Fiscal do Trabalho que trabalhar nessa área, fará analises dos recursos relativos as atuações feitas por outros auditores.

Candidatos com área específica em Direito, se identificam com essa atividade.

Superintendentes e Gerentes Regionais – Esse Auditor Fiscal do Trabalho comanda atividades administrativas como controlar o setor de emissão de carteiras de trabalho, serviços de limpeza e manutenção, além de comandar atividades administrativas de um estado ou região.

Chefias de fiscalização – O Auditor Fiscal do Trabalho que exercer nessa área, é responsável pela fiscalização do trabalho em sua região, emitindo as Ordens de Serviço e determina as empresas que serão fiscalizadas e que denúncias serão atendidas.

Secretaria de Inspeção do Trabalho – É responsável pela fiscalização nacional, com planejamento e normatização. Trabalhando no órgão central, em Brasília.

Externas – O Auditor Fiscal do Trabalho que trabalha externo, recebe uma Ordem de Serviço, indicando onde e o que ele deverá fiscalizar.

Assim, o Auditor tem liberdade para fazer suas fiscalizações, fazendo sua própria rotina e forma de realizar suas obrigações diárias.

Sempre lançando um Relatório de Inspeção, indicando tudo que fiscalizou.

Quem sonha em ter uma oportunidade nessa área tão concorrida e esperada, fique sempre ligado na abertura dos editais e processos seletivos.

Há também possíveis cargos para o Concurso da Petrobras 2020, confira!

Essa área vem sofrendo um déficit, o que com certeza acarretará novas vagas para novos candidatos.

Busque se preparar com antecedência e não espera os editais serem publicados para começar os estudos, sempre monte um plano de estudo, organizando as matérias que devem ser estudadas e revisadas diariamente para não cair no esquecimento.

Dica: Como o ano está quase no fim, indico você já conferir as áreas a serem estudadas para o Concurso Público de 2020 e as áreas disponíveis.

É sempre importante também organizar o lugar que você irá estudar, pois estudar para o concurso Auditor Fiscal do Trabalho demanda tempo.

Manter um lugar limpo e livre de barulhos externos é essencial para a sua aprovação, além de mandar as fontes de distração longe. Boa sorte para você, concurseiro.

Write A Comment